O Festival de Cinema de Veneza, que começa esta quarta-feira em Itália, conta com a antestreia mundial de “Montanha”, a primeira longa-metragem do realizador João Salaviza, integrada na Semana da Crítica. Na competição oficial, os olhares vão estar atentos à primeira presença da Netflix nos grandes do cinema mundial, com a produção original “Beasts Of No Nation”.

Na Semana da Crítica, secção independente do festival, João Salaviza vai mostrar pela primeira vez, no sábado, 5 de setembro, o filme onde volta a abordar a adolescência, tema que tem marcado presença nos filmes anteriores. Protagonizado pelo jovem ator David Mourato, “Montanha” é descrito pela organização como “uma joia fascinante e poética, na linha da tradição do mais bem-sucedido cinema português contemporâneo”.

Entre as curtas-metragens já assinadas por Salaviza destacam-se “Arena” (2009), distinguido com a Palma de Ouro em Cannes, e “Rafa” (2012), que lhe valeu o Urso de Ouro em Berlim. Depois de Veneza, “Montanha” será exibido no festival de San Sebastian, em Espanha, e estreia-se nos cinemas portugueses a 12 de novembro. Em Veneza, Salaviza vai competir com seis realizadores: Senem Tuzen (“Motherland”), Adriano Valerio (“The Journey”), Esther May Campbell (“Light Years”), Min Bahadur Bham (The Black Heh), Green Zeng (“The Return”) e a dupla Martin Butler e Bentley Dean (“Tanna”).

O mais antigo festival de cinema do mundo cumpre 72 anos e selecionou filmes de Marco Bellocchio, Laurie Anderson, Alexander Sokurov, Amos Gitai e Charlie Kaufman para a competição oficial pelo Leão de Ouro. Tom Hooper também está na seleção oficial com “A Rapariga Dinamarquesa”,  baseado no livro de David Ebershoff e que conta no papel principal com a transformação de Eddie Redmayne. Este ano venceu o Óscar de Melhor Ator pelo papel de Stephen Hawking em “A Teoria de Tudo”. Fala-se que o ator britânico pode voltar a concorrer a uma estatueta dourada com este papel.

Na corrida pelo Leão de Ouro destaca-se um “intruso” chamado Netflix. O serviço de séries e filmes em streaming (que chega em outubro a Portugal) conseguiu que a sua primeira produção cinematográfica original, “Beasts Of No Nation”, tivesse antestreia num dos principais festivais de cinema do mundo. O filme foi realizado por Cary Fukunaga e vai ser exibido esta quinta-feira à noite. Quando em outubro entrar no circuito comercial, vai estar disponível em simultâneo nos cinemas e, claro, na Netflix.

Ao mesmo tempo, a Netflix anunciou no início da semana que não iria renovar o acordo que tinha há cinco anos com a distribuidora Epix, o que significa que milhares de filmes vão deixar de estar disponíveis para os subscritores. Motivo: a criadora das séries “House of Cards” e “Orange is the New Black” quer apostar mais em conteúdo original.

Fora de competição, a abertura dá-se em 3D com o filme “Everest”, baseado na história verídica da morte de oito alpinistas, em 1996.

O festival termina no próximo dia 12 e o júri que atribui o Leão de Ouro é presidido pelo mexicano Alfonso Cuarón, que no ano passado ganhou o Óscar de Melhor Realizador, pelo filme “Gravidade”. O prémio de carreira será entregue ao realizador e produtor francês Bertrand Tavernier.