Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Se há um momento em que a paciência humana é posta à prova é quando uma borbulha muito inconveniente se instala no nosso rosto e nos assusta sempre que olhamos ao espelho. E chega-se a um impasse: mexer nela mesmo arriscando que o aspeto piore ou ignorá-la, impávida e serenamente. O que se deve fazer, afinal?

O El País fez esta pergunta ao centro de beleza espanhol Felicidad Carrera e a resposta foi esta: depende. Quando estas borbulhas são pontos negros ou espinhas, basta seguir dois passos: desinfetar a zona com álcool e retirar a borbulha com um leço entre os dois dedos. Se as borbulhas forem de acne, então mais vale estar quieto: a pressão vai aumentar a inflamação e piorar o aspeto do rosto. Quando assim é, passe álcool na zona da borbulha. E espere, espere, espere.

A tendência de espremer uma borbulha é comum, mas errada na maior parte dos casos. É o que alerta a dermatologista Paloma Cornejo Navarro: se ela a incomoda tanto assim, o melhor é dirigir-se à farmácia e procurar ajuda de um especialista da pele. De resto, a maquilhagem pode ser uma fiel companheira: se a borbulha estiver inflamada, disfarce-a com base sem nunca a espremer. Mas apenas depois de visitar um médico.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR