Jake Bailey tem 18 anos e emocionou todos os colegas e professores durante o discurso da cerimónia de final de ano da escola secundária que frequenta na Nova Zelândia, a Christchurch Boys’ High School, conta a CNN.

Uma semana antes do discurso foi-lhe diagnosticado um dos linfomas mais agressivos, o Linfoma de Burkit, um cancro que se desenvolve muito rapidamente. Os médicos disseram a Jake que tinha pouco tempo de vida, caso não iniciasse um tratamento dentro de três semanas. 

Contra as expectativas de todos, o estudante, já hospitalizado, compareceu na cerimónia de entrega de prémios com uma mensagem otimista que surpreendeu a audiência.

Eles disseram que eu não conseguiria estar aqui esta noite para discursar, mas felizmente este discurso não é sobre aquilo que está para vir, mas sobre aquele que foi um ano maravilhoso. E vocês não esperavam que eu escrevesse outro discurso a partir da cama do hospital, pois não?”, disse Jake.

Mas Jake Bailey foi mais longe. “Esqueçam os sonhos a longo prazo. Vamos dedicar-nos apaixonadamente aos pequenos objetivos. Ser micro ambiciosos. Trabalhar com orgulho naquilo que temos à nossa frente. Não sabemos onde as coisas podem acabar, ou quando é que elas podem acabar”, afirmou o estudante, visivelmente emocionado.

” Nenhum de nós vai sair vivo desta vida, por isso vamos ser cavalheiros, bons, graciosos, agradecidos pelas oportunidades que temos “, aconselhou Jake, que recebeu um gigante aplauso dos seus colegas.

“Não sei como é que isto vai acabar, para vocês, para qualquer pessoa e claro, para mim”, rematou ainda o aluno, que aproveitou o momento para para desejar o melhor a todos os presentes, agradecendo ainda a amabilidade e preocupação manifestada.

O discurso, partilhado depois nas redes sociais, tornou-se viral e conta já com mais de um milhão de visualizações no youtube.