Música

5 novos álbuns para escutar com atenção esta semana

Do vozeirão de Adele aos sons tuaregues dos Tinariwen, passando pelo caos ordenado de guitarras dos Ringo Deathstarr, selecionámos cinco discos acabados de sair.

Os Ringo Deathstarr mostram que o shoegaze não acaba nos My Bloody Valentine

Autor
  • Sara Otto Coelho

Adele – 25

Desde que Adele disse “Hello”, com o vozeirão que lhe conhecemos, que não mais se falou de outra coisa no mundo da pop. Num mês, o vídeo soma 463 (!) milhões de visualizações. 25, o terceiro e muito aguardado disco de originais da britânica, foi lançado esta sexta-feira e nunca conseguirá traduzir em vendas aquele número astronómico.

Mas, numa época em que o mercado discográfico está em fase decrescente, estima-se que a cantora e compositora de 27 anos quebre um recorde que não é batido desde que Adele era uma jovem a entrar na adolescência: vender mais de 2.416.000 discos na primeira semana de lançamento. O feito foi conseguido pela boysband ‘N Sync no ano 2000. Estima-se que a britânica consiga superar essa marca, alcançando o redondo número de dois milhões e meio e provando que a venda de discos ainda esperneia para mostrar sinais de vida.

A sobriedade mediática que adotou após toda a loucura que o sucesso de 19 e 21 trouxe à sua vida — casou em segredo, foi mãe de um menino, tornou-se vegetariana e surpreendeu os olhares curiosos ao aparecer visivelmente mais magra — parece condizer com a mesma sobriedade com que nos surge em 25. A voz é a sua grande arma e Adele usa-a como melhor sabe, apoiada em baladas ao piano. Mas à maturidade parece faltar alguma dose de risco. Terá sido intencional? Estará Adele com medo de desiludir uma indústria que vê em si uma espécie de salvadora?

Ringo Deathstarr – Pure Mood

Austin, Texas, tem dado muitas coisas boas ao mundo, tanto no cinema como na música. Uma dessas maravilhas para quem gosta de shoegaze chama-se Ringo Deathstarr. Pure Mood não vive do passado e acrescenta outros elementos à base caótica das guitarras e correspondente distorção. Exemplo disso é “Heavy Metal Suicide”. Mas um bom exemplo do que se pode esperar do grupo formado em 2007 é esta “Guilt”.

Torto – Escabroso

Quem é fã de rock instrumental deve reter o nome dos Torto. O trio do Porto acaba de lançar o segundo disco pela Lovers & Lollypops e o resultado são 11 canções bem estruturadas, com um ambiente entre o misterioso e a banda sonora de um filme alternativo. Tudo feito com a guitarra de Jorge Coelho (Zen, Mesa), a bateria do universo jazz de Jorge Queijo e o baixo de Miguel Ramos (Jorge Palma, Supernada e Mesa). O teclista Hugo Raro ajudou na gravação.

José Pedro Gil e Emanuel de Andrade – Outro Tempo, José Afonso

Voltando aos lançamentos portugueses, Zeca Afonso é alvo de uma homenagem de músicos que não tiveram idade para acompanhar em idade adulta a carreira do cantor, guitarrista e compositor, mas cuja influência musical ainda hoje se faz sentir. Canções como “Menino do Bairro Negro” são apresentadas pela Ensemble Orquestral, composta por um quarteto de cordas, piano e voz. Como vai poder ouvir de seguida, os arranjos são bem diferentes do original, fruto da interpretação e experimentação do repertório de Zeca Afonso, falecido há quase 30 anos mas ainda tão atual.

Tinariwen – Live in Paris

Saltamos dos sons portugueses para o ambiente tuaregue dos excelentes Tinariwen. Se é ao vivo que a força do grupo do Mali se faz sentir em todo o seu esplendor, o primeiro lançamento em disco de um concerto é uma boa notícia. Live in Paris, Oukis n’Sasuf foi gravado na capital francesa a 13 de dezembro do ano passado com a participação especial de Lalla Badi. Eis uma amostra:

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PCP

Patrão santo, funcionário posto fora da loja /premium

José Diogo Quintela

Estou chocado. Nunca pensei que o PCP não cumprisse a lei laboral. Mas o PCP está ainda mais chocado: nunca pensou ser obrigado a cumprir a lei laboral. É que escrevê-la é uma coisa, obedecê-la outra.

PCP

Patrão santo, funcionário posto fora da loja /premium

José Diogo Quintela

Estou chocado. Nunca pensei que o PCP não cumprisse a lei laboral. Mas o PCP está ainda mais chocado: nunca pensou ser obrigado a cumprir a lei laboral. É que escrevê-la é uma coisa, obedecê-la outra.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)