O bar “Bonne Bière” tornou-se esta sexta-feira o primeiro dos seis cafés e restaurantes atingidos pelos atentados terroristas de 13 de novembro em Paris a reabrir, três semanas após o ataque que causou 130 mortos.

O estabelecimento, no qual cinco pessoas foram mortas, depois de “apagar o estigma desse pesadelo”, decidiu reabrir “para reavivar o bairro”, disse o seu gerente, considerando que a zona mantém-se “um lugar de intercâmbio, de partilha”.

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou os atentados perpetrados a 13 de novembro em Paris, que causaram pelo menos 130 mortos, entre os quais dois portugueses, e mais de 300 feridos.

Os ataques, perpetrados por pelo menos sete terroristas, ocorreram em vários locais da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o ‘Stade de France’, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como “ataques terroristas sem precedentes no país”.