Rádio Observador

Açores

Temporal que atingiu Açores fez um morto

Um funcionário da junta de freguesia de São Roque, Ponta Delgada, morreu na segunda-feira depois de ter ficado ferido com gravidade quando foi atingido por uma onda.

LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Um funcionário da junta de freguesia de São Roque, Ponta Delgada, morreu na segunda-feira depois de ter ficado ferido com gravidade quando foi atingido por uma onda, revelou o presidente da autarquia ao jornal Açoriano Oriental.

O homem, de 51 anos, foi atingido por uma onda durante o temporal que na segunda-feira atingiu o arquipélago dos Açores e morreu no hospital de Ponta Delgada, noticia o Açoriano Oriental, citando o presidente da junta de freguesia de São Roque, Pedro Moura.

Segundo a mesma notícia, o homem foi colhido pela onda quando “trabalhava na limpeza da via e na proteção das casas na frente marítima da freguesia”, tendo ficado com “fraturas graves”.

Na segunda-feira à noite, o Serviço de Proteção Civil dos Açores revelou que o temporal que atingiu o arquipélago desalojou 11 pessoas na ilha de São Miguel e deixou quatro feridos, um deles em estado grave. Todas as pessoas foram já realojadas, segundo as autoridades regionais.

Nas operações de apoio aos incidentes provocados pelo mau tempo de segunda-feira estiveram envolvidos cerca de 440 operacionais da Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, que contabilizou 157 incidentes, todos já resolvidos.

O mau tempo levou ao encerramento de escolas, tribunais, serviços municipais e de estradas, enquanto mais de 1.600 passageiros ficaram em terra com o cancelamento de dezenas de voos.

O Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) emitiu no domingo um aviso vermelho para as ilhas de São Miguel e de Santa Maria, grupo oriental do arquipélago, tendo alargado o aviso para as cinco ilhas do grupo central na tarde de segunda-feira.

O aviso vermelho, o mais grave numa escala de quatro, é identificado pelo IPMA como uma situação meteorológica de risco extremo, devendo as pessoas acompanhar a evolução das condições e seguir as orientações da Proteção Civil.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Açores

Lajes: entre os Pombos e a Águia

José Pinto

Se as instalações da aerogare das Lajes reclamam há muito por obras de manutenção, os pombos decidiram dar uma asinha – um eufemismo por motivos higiénicos – na degradação ambiental.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)