Nos últimos tempos o Facebook terá intencionalmente provocado erros na sua própria aplicação para dispositivos Android, crashando-a durante horas. O objetivo? Testar a lealdade dos utilizadores, segundo avança o site The Information. Os erros não terão demovido os utilizadores de aceder à rede. Na impossibilidade de usar a aplicação móvel (app) do Facebook, muitos optaram por aceder à versão mobile do Facebook — em facebook.com.

Não é certo quantos utilizadores terão sido afetados por estes testes, nem tampouco há confirmação oficial dos mesmos — a empresa terá recusado comentar estas informações. Quanto à fonte da informação, a publicação refere apenas tratar-se de “uma pessoa familiarizada com os testes”. “As pessoas não pararam de regressar [à rede social]”, terá dito essa fonte.

Alegadamente, estes testes de lealdade fazem parte de um plano mais alargado. Segundo a The Verge, a empresa liderada por Mark Zuckerberg poderá estar a preparar uma rutura com a Google no que toca à disponibilização da aplicação na loja Play Store. Isto é: a ideia, a ir para a frente, levará a que os utilizadores descarreguem e instalem manualmente a app em causa, não tendo, para isso, de o fazer a partir da loja da Google. Isso explicaria o facto de os testes terem supostamente decorrido só na plataforma Android, da qual a Google é proprietária. Porém, nada parece apontar para que isso possa vir a acontecer a curto prazo.

Editado por Diogo Queiroz de Andrade.