O que o governo devolve, o mercado tira. A evolução dos preços dos derivados de petróleo nos mercados internacionais, cotados em euros, deverá levar a uma subida dos preços da gasolina e do gasóleo que deverá rondar um cêntimo por litro. Essa perspetiva é confirmada por fontes do setor citadas pelo Diário Económico.

Foi exatamente um cêntimo por litro que o governo baixou no imposto sobre produtos petrolíferos (ISP) na quinta-feira à noite — com efeitos imediatos. O agravamento original do imposto tinha sido de seis cêntimos por litro, uma medida anunciada quando os combustíveis eram 11 cêntimos mais baratos.

A trajetória dos preços nos últimos dias nos mercados indica que haverá uma subida no início da próxima semana, tanto na gasolina como no gasóleo.

O gráfico abaixo mostra a evolução nos últimos seis meses de um contrato do derivado gasolina, cotado em euros, ainda sem a cotação desta sexta-feira. Segundo a Bloomberg, só na quarta-feira o contrato encareceu 6% e na quinta-feira mais 4%.

MOGE95CC Index (Bloomberg Premiu 2016-05-13 16-43-50

No gasóleo, também existe uma subida, ainda que mais contida, nos últimos dias.

DIEN10PM Index (Bloomberg Ultra  2016-05-13 16-43-15