Sir Nils Olav foi condecorado esta semana com o grau de Brigadeiro, a mais elevada honra militar da Noruega. Até aqui, tudo normal. Só que Sir Nils Olav é um pinguim.

https://twitter.com/Ned_Donovan/status/767724519142424576

O pinguim vive no Jardim Zoológico de Edimburgo, na Escócia, e é a mascote da Guarda Real norueguesa. Adotado em 1972, quando a Guarda Real se encontrava na cidade para uma parada militar, o pinguim Nils Olav foi condecorado com um novo grau de todas as vezes que a Guarda visitou Edimburgo. Em 2008, tornou-se cavaleiro da Guarda Real norueguesa, passando a chamar-se Sir Nils Olav. Na altura, o rei do país enviou uma mensagem para a cerimónia de condecoração, em que garantiu que Nils Olav estava “a todos os níveis qualificado para receber a honra e a dignidade de cavaleiro”.

O momento em que Sir Nils Olav revistou as tropas, na cerimónia de condecoração como Brigadeiro:

Agora, o Sir recebeu a maior honra militar daquele país nórdico. Na cerimónia estiveram presentes 50 soldados, que participam na parada militar deste ano. Uma representante da Sociedade Real Zoológica da Escócia disse ao jornal Metro que “é um momento de muito orgulho, e representa a colaboração estreita entre os nossos dois países, a Escócia e a Noruega”.

Nils Olav, um pinguim-rei que agora dá pelo nome de Brigadier Sir Nils Olav, confirma assim a sua posição como pássaro mais graduado do mundo.