O Presidente da República vai estar entre quarta e quinta-feira na Bulgária para a 12.ª reunião do Grupo de Arraiolos, que reúne chefes de Estado europeus sem poderes executivos, para debater questões europeias e os Balcãs.

Segundo o programa provisório que a agência Lusa teve acesso, Marcelo Rebelo de Sousa e restantes participantes (Finlândia, Alemanha, Hungria, Eslovénia, Malta, Itália, Letónia e Polónia) vão ser recebidos pelo anfitrião búlgaro, Rosen Plevneliev, em Plovdiv, a partir das 14h15 (12h15 em Lisboa).

“Como aumentar a confiança da União Europeia num período de riscos crescentes e de uma ordem internacional instável?” é um dos debates previstos, com alocução do especialista Ivan Krastev, presidente do Centro de Estratégias Liberais de Sofia e membro do Instituto de Ciências Humanas de Viena, pelas 15h45 (13h45 em Lisboa), no Museu Etnográfico de Plovdiv,.

Os diversos elementos do Grupo de Arraiolos vão ainda passear pelo centro histórico de Plovdiv antes do jantar oficial oferecido pelo Presidente da Bulgária, no restaurante Puldin, a partir das 19h30 (17h30 em Lisboa).

Na quinta-feira, já em Sofia, os trabalhos continuam no Museu de História Natural da capital com a sessão “Balcãs, transformação histórica de um campo de jogos dos interesses das grandes potências numa parte integrante da Europa unida”, às 10h00 (8h00 em Lisboa), e participação da vice-presidente da Comissão Europeia para o Orçamento, a também búlgara Kristalina Georgieva.

A conferência de imprensa conjunta final está agendada para as 11h30 (9h30 em Lisboa), no edifício Boyana, seguindo-se o almoço de encerramento, na Galeria Nacional de Arte de Sofia.

A Presidência da República Portuguesa mantém em aberto a hipótese de Marcelo Rebelo de Sousa ter ainda um encontro com a Câmara de Comércio e Indústria Luso-Búlgara, provavelmente na chancelaria da Embaixada portuguesa.

A primeira reunião do género, então de seis chefes de Estado (Portugal, Alemanha, Finlândia, Hungria, Letónia e Polónia) ocorreu em outubro de 2003, na vila portuguesa de Arraiolos, por iniciativa do antigo presidente da República, Jorge Sampaio, subordinada ao tema do alargamento europeu a leste.