O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai intervir pela primeira vez numa sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, onde se falará sobre o tema dos refugiados e as alterações climáticas. No discurso na sessão plenária, o chefe de Estado português deverá também falar da exploração dos oceanos e reafirmar o compromisso de Portugal para com a ONU, como plataforma multilateral de prevenção e resolução de conflitos.

A intervenção de Marcelo Rebelo de Sousa entre chefes de Estado e de Governo dos 193 Estados-membros da ONU está prevista para meio da tarde, já noite em Lisboa. Antes disse, Marcelo vai participar numa Cimeira sobre Refugiados promovida por Barack Obama. Ao final do dia, voltará a encontrar-se com o Presidente norte-americano, numa receção que este oferecerá aos chefes de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa vai também prosseguir os encontros bilaterais (na segunda-feira reuniu-se com o rei de Espanha, os presidente do Brasil e da Guiné-Bissau), encontrando-se, pelo menos, com o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi.

A 71.ª sessão da Assembleia Geral da ONU acontece a cerca de um mês da data prevista para o fim do processo de escolha do novo secretário-geral desta organização, cargo ao qual o antigo primeiro-ministro António Guterres é um dos candidatos. Na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa, Jorge Sampaio e António Guterres chegaram juntos a pé à sede da ONU, para participarem numa outra Reunião de Alto Nível sobre Migrantes e Refugiados.

O Presidente da República elogiou a política portuguesa de integração de migrantes e refugiados e presidiu a uma mesa redonda inserida nessa iniciativa, conjuntamente com o Presidente do México, Enrique Peña Nieto.

O chefe de Estado português chegou a Nova Iorque no domingo à noite e vai ficar nos Estados Unidos da América durante quatro dias, aproveitando a deslocação para se encontrar com a comunidade portuguesa na vizinha Newark, Nova Jérsia, na quarta-feira. A comitiva oficial desta visita, que termina na quinta-feira, inclui o antigo Presidente da República Jorge Sampaio e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.