Todos os futuros veículos eléctricos a comercializar pela Audi ostentarão a designação e-tron, já utilizada nos modelos híbridos mais recentes da marca alemã, como é o caso do Q7 e-tron. O anúncio foi feito pelo chairman do fabricante de Ingolstadt, Rupert Stadler.

“No fundo, trata-se de uma política idêntica àquela que a marca seguiu no primeiro Audi quattro, e que ficou conhecido simplesmente como ‘quattro’”, recordou Rupert Stadler, em declarações à Autocar, acrescentando que, “a longo prazo, a designação e-tron passará a ser sinónimo, na Audi, de modelos puramente eléctricos”.

No entanto, o chairman da marca alemã também revelou que modelos mais convencionais, como é o caso do A3 ou do Q7, continuarão igualmente a utilizar a designação e-tron nas respectivas variantes híbridas.

Já quanto ao primeiro modelo 100% eléctrico a adoptar essa mesma denominação, Stadler voltou a garantir que será um SUV, cujo ponto de partida será o e-tron quattro concept apresentado em 2015, no Salão de Frankfurt. O novo SUV eléctrico da Audi deverá começar a ser produzido em 2018. A este primeiro modelo, seguir-se-ão, lá mais para o final da década, um pequeno hatchback e um sedan, ambos eléctricos.

O chairman da Audi admitiu ainda que a marca está a trabalhar no desenvolvimento de um sedan premium exclusivamente eléctrico, capaz de fazer frente ao Tesla Model S. Embora não tenha, para já, qualquer designação confirmada, o futuro modelo poderá chamar-se A8 e-tron.