O Ministério da Agricultura pagou, a 31 de outubro, 525,1 milhões de euros de apoios a 258.192 agricultores, concretizando o que diz ser o maior adiantamento de sempre pago através do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP).

De acordo com um comunicado do ministério, esta sexta-feira divulgado, o montante pago é resultante do aumento de 50% para 70% do valor do pagamento dos adiantamentos e da antecipação dos pagamentos de novembro e dezembro para outubro, o que resulta de “uma proposta que o ministro Capoulas Santos defendeu e viu aprovada no Conselho Europeu de Agricultura, em junho”.

Nestes termos, foram efetuados os pagamentos de 70% do valor da ajuda, das quais se destacam: Regime de Pagamento Base — 173,8 milhões de euros; prémio por vaca em aleitamento — 38,8 milhões de euros; prémio por vaca leiteira — 8,6 milhões de euros; prémio por ovelha e cabra — 20,9 milhões de euros”, refere a nota de imprensa como exemplos.

Entre os pagamentos destacados estão também as medidas investimento, com 20,7 milhões de euros, a manutenção da atividade agrícola em zonas desfavorecidas, com 79,4 milhões de euros, e as medidas agroambientais, com 69,2 milhões de euros, entre outras.