Tropas de elite iraquianas começaram esta sexta-feira a avançar no interior da cidade de Mossul enfrentando forte resistência dos ‘jihadistas’ do grupo Estado Islâmico, relatou um comandante no terreno.

Soldados da unidade de contraterrorismo que entraram esta sexta-feira no bairro de Al-Karama, no leste da cidade, foram recebidos com bombas e intenso tiroteio, disse o comandante da unidade, Muntathar Salem, à agência France-Presse.

O tiroteio era quase ininterrupto, segundo um jornalista da agência no local, e informações da frente de combate sugerem que os ‘jihadistas’ erigiram barreiras e colocaram bombas nas ruas para atrasar o avanço do exército iraquiano.

Os ataques aéreos da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos intensificaram-se nos últimos dois dias para preparar o avanço, a primeira incursão significativa em Mossul desde que foi tomada pelos ‘jihadistas’ em junho de 2014.

Estima-se que 3.000 a 5.000 combatentes do Estado Islâmico e mais de um milhão de civis estejam em Mossul, a segunda maior cidade do Iraque.

As forças iraquianas já tinham ultrapassado os limites municipais da cidade, mas só hoje penetraram nas zonas mais densamente edificadas.