Estados Unidos da América

Portugal reforça rede consular nos Estados Unidos

Portugal vai reforçar a sua rede consular nos Estados Unidos com a contratação de cinco funcionários, aumento de poderes de dois consulados honorários e nomeação de um novo consulado honorário.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro

TIAGO PETINGA/LUSA

Portugal vai reforçar a sua rede consular nos Estados Unidos com a contratação de cinco funcionários, aumento de poderes de dois consulados honorários e nomeação de um novo consulado honorário.

O reforço foi confirmado pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, no final de uma visita oficial ao Canadá e Estados Unidos.

Este reforço procura repor para níveis normais o funcionamento destes consulados. Ainda não é o ideal, mas é um primeiro passo”, disse Luís Carneiro.

O responsável disse que os novos funcionários serão atribuídos aos consulados de São Francisco, Boston, Nova Iorque, New Bedford e à embaixada de Washington, que destacará o seu funcionário para o consulado honorário de Palm Coast, na Flórida, uma cidade que nos últimos anos passou a acolher uma numerosa comunidade portuguesa.

Quanto ao reforço de poderes, serão atribuídos aos consulados honorários de Artesia e Tulare, cidades da Califórnia que passarão a ter poderes de notariado e de recenseamento eleitoral, podendo vir a acolher urnas de voto nas eleições.

Estas cidades estão a muitos quilómetros de distância do consulado mais próximo, e acolhem grandes comunidades portuguesas. Este é um passo importante para aproximar estes portugueses do seu país de origem”, explicou Luís Carneiro.

Segundo o mesmo responsável, o novo consulado honorário será nomeado para a cidade de San Diego, também na Califórnia.

José Luís Carneiro fez ainda contactos durante a viagem para que uma escola secundaria de Tulare, onde é ensinado português, seja um dos primeiros estabelecimentos de ensino a usar a plataforma digital para o ensino de português, uma ferramenta desenvolvida pelo Instituto Camões e a Porto Editora que deverá estar disponível até ao final do ano.

O secretário de Estado teve uma série de encontros com organizações locais em que promoveu os apoios da Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas e com empresários portugueses da área tecnológica em Sillicon Valley.

Vários destes empreendedores, que têm empresas próprias ou estão ligados a empresas como o Facebook e a Cisco, garantiram que vão participar no encontro de micro e pequenos investidores portugueses emigrados em várias regiões do mundo que acontece em Sintra no mês de dezembro.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PGR

Estão a gastar a nossa herança!

Gonçalo Pistacchini Moita
330

Muitos de nós julgam saber o que levou António Costa a propor a substituição da Procuradora Geral da República. Poucos saberão, de facto, o que levou Marcelo Rebelo de Sousa a aceitá-la. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)