805kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Depois das imagens, nova polémica: fumo ou cuspidela?

Este artigo tem mais de 5 anos

O que se passou no túnel de Alvalade na noite de 6 de novembro iniciou uma guerra entre Sporting e Arouca. As imagens do que se passou já foram divulgadas. E agora, quem tem razão?

Agora a polémica é: o que sai da boca de Bruno de Carvalho? Fumo ou uma cuspidela?
i

Agora a polémica é: o que sai da boca de Bruno de Carvalho? Fumo ou uma cuspidela?

Video

Agora a polémica é: o que sai da boca de Bruno de Carvalho? Fumo ou uma cuspidela?

Video

A SIC divulgou, na noite de segunda-feira, as imagens que mostram a confusão no túnel de Alvalade a seguir ao encontro entre o Sporting e o Arouca, na noite de 6 de novembro. Com as imagens, durgiram novas acusações. E agora a polémica é: o que sai da boca de Bruno de Carvalho? Fumo ou uma cuspidela?

Do lado do Sporting, o diretor de comunicação, Nuno Saraiva, afirma que o que saiu da boca de Bruno de Carvalho foi fumo, uma vez que o presidente do clube estava a fumar um cigarro eletrónico. “Aquilo que se vê, e é claro, é que o presidente do Sporting CP está a fumar um cigarro eletrónico. A única coisa que sai da sua boca é vapor”.

Do lado do clube de Arouca, outra versão: em comunicado publicado no Facebook, afirma-se que, “na verdade, sem ser necessário ser-se um grande editor de imagens, facilmente constatamos que o presidente da Sporting S.A.D. cospe para a cara do Presidente da F.C. Arouca”.

Além desta acusação, o Arouca afirma ainda que o Sporting omitiu algumas coisas que se passaram no túnel. “Não disponibilizou a totalidade das imagens relativas aos factos que estão em causa, bastando, para tal, verificar que foi retirado da totalidade das imagens a sequência da hora e minutos a que se reportam, estando, por isso, o vídeo absolutamente incompleto”, pode ler-se no comunicado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, também usou o Facebook para exprimir o seu ponto de vista em relação às reações das ultimas horas face às imagens do túnel de Alvalade.

As imagens do momento exato, a que o Jornal de Noticias também teve acesso, mostram o ângulo onde é visível a ação em questão.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€ Apoiar

MELHOR PREÇO DO ANO

Ao doar poderá ter acesso a uma lista exclusiva de benefícios

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar

19 MAIO 2024 - SEDE OBSERVADOR

Atos de vandalismo não nos calarão.

Apoie o jornalismo que há 10 anos se pauta pela liberdade de expressão e o nunca vergar por qualquer tipo de intimidação.

Assine 1 ano / 29,90€

MELHOR PREÇO DO ANO