Jô Soares vai dizer adeus ao “Programa do Jô” no dia 16 de dezembro, ao fim de 28 anos no ar. Nas lembranças do último mês, o apresentador brasileiro vai poder guardar o dia em que conseguiu pôr o escritor Valter Hugo Mãe a cantar um fado de Amália.

O raro momento foi exibido para milhões de brasileiros esta segunda-feira, na Rede Globo. Após duas semanas de promoção do seu novo livro, Homens Imprudentemente Poéticos, no Brasil, Valter Hugo Mãe foi o convidado do “Programa do Jô”. Ao longo de 20 minutos, o escritor português e o apresentador conversam, trocam elogios e Valter Hugo Mãe pede um autógrafo a Jô Soares, enquanto lhe conta que, em criança, via em família o programa “Viva o Gordo”.

Mesmo no final da conversa, o autor de O Filho de Mil Homens anuncia que vai “dizer um fado, de uma maneira fadista”, uma coisa “bem maluca, mais maluca do que devia ser“. A capella, sem qualquer instrumento, Valter Hugo Mãe cantou uma parte de um fado de Amália Rodrigues, “O fado de cada um”, nunca gravado em disco, e incluído no filme “Fado, a história de uma cantadeira”, de 1947.

[jwplatform WuIaJhX0]

“esta noite, na globo brasileira, vou ao “programa do jô”, no ar há 28 anos, pedir um autógrafo a um homem que simboliza minha família, minha intimidade, meu afecto. com muito orgulho. obrigado jô soares. por toda a vida”, escreveu o escritor na sua página de Facebook.

Valter Hugo Mãe explicou ao Observador, por e-mail, que foi por causa da produtora de Jô Soares, Miriam, que este momento aconteceu. “[Ela] manifestou um carinho enorme por mim e pelo meu trabalho. Pediu-me que cantasse ‘aquele fado’ que alguns diziam haver-me ouvido cantar. Por ela, em homenagem ao Jô, achei que devia. Era uma forma de estar ali o meu país, mais do que simplesmente eu. Que não sou fadista, sou apenas do país do fado. Com muito orgulho nisso.‘”

Em outubro, o autor contou, numa entrevista de vida, que, por causa de um berro dado há alguns anos fez uma lesão grave nas cordas vocais. “A partir desse instante fui enrouquecendo, perdi os meus agudos”, explicou ao Observador. Por causa disso, a banda Governo, que mantinha com os músicos de Mão Morta, António Rafael e Miguel Pedro, teve de acabar. Com as melhorias, não só Valter Hugo Mãe cantou um fado na televisão para milhões de brasileiros, como planeia voltar às gravações com os Governo em 2017.

Eis o fado cantado por Amália: