Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Segundo avança o Automotive News Europe, citando a sua edição alemã Automobilwoche, a Porsche tem ambiciosos planos para o Mission E, a sua berlina eléctrica de altas prestações, cuja chegada ao mercado está agendada para 2019. O CEO da marca de Estugarda, Oliver Blume, avança que a marca calculou “uma quantidade na ordem das 20 mil unidades para o Mission E”. Ou seja, o dobro do volume considerado como mínimo, pelo seu próprio construtor, para que o modelo seja rentável.

A confirmarem-se estas previsões, tal valor representará cerca de um quarto do volume de vendas do Macan, o SUV da Porsche que é já o seu modelo mais vendido, e responsável por aproximadamente 40% do total das suas vendas. Recorde-se que, em 2015, as vendas da casa alemã aumentaram 19% face a 2014, para um total de 225.121 veículos.

Revelado sob a forma de protótipo, no Salão de Frankfurt de 2015, o Mission E é um quatro portas de altas prestações com motorização eléctrica de 600 cv, anunciado como capaz de cumprir os 0-100 km/h em menos de 3,5 segundos, e de oferecer uma autonomia superior a 500 quilómetros. Será produzido na fábrica da Porsche em Zuffenhausen, nos arredores de Estugarda, e representará para o seu construtor um investimento estimado em mil milhões de euros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR