502kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

O Portugal mais genuíno em 27 fotos de um veterinário da aldeia

Este artigo tem mais de 5 anos

Algo especial tem chegado ao mail dos portugueses: são as imagens de Jorge Bacelar, um veterinário da Murtosa apaixonado pela fotografia. Premiado lá fora, ele fotografa cá dentro o mais genuíno.

27 fotos

Jorge Bacelar entra frequentemente nos estábulos das gentes de Murtosa, distrito de Aveiro. É a este veterinário de cinquenta anos que os aldeões confiam as vacas prenhes, os pintos acabados de nascer, os cães de guarda e os gatos caçadores. Na longa convivência que mantém com a vizinhança, Jorge entrou nas vidas de todos eles. Conhece-lhe os gestos, as rugas que vão contando histórias os seus rostos, a luz que entra pelas quintas. Não são clientes: são amigos. “Passo horas a falar com as pessoas,” conta ele ao Observador. “O meu tipo de fotografia é no interior. Tiro fotografias às pessoas dentro de casa ou nos estábulos. Para isso tem que haver uma certa cumplicidade e amizade”.

Mas não são apenas fotografias. Parecem quadros: Jorge Bacelar pincela a vida rural portuguesa. Na biografia que o veterinário nos enviou, descreve as suas fotografias como tendo “uma qualidade crua” que “permitem aceder a um mundo que poucos conhecem”. É aquele mundo longe dos grandes centros urbanos, mais perto da pureza natural, dos limões com um cheiro que viaja pelo ar e das fogueiras que amornam a sopa de pedra. E é um mundo intimista que chegou à Internet pelas mãos deste veterinário.

O trabalho de Jorge Bacelar pode ser comprado na sua página Fine Art Portugal, mas também pode ser apreciada em pleno Facebook através da página Murtosa Tube. Quando a paixão pela fotografia começou a ganhar espaço na vida deste veterinário, estávamos em 2013, as imagens começaram a ser conhecidas pelo mundo fora. Tudo começou numa exposição na Torreira com o título “As Gentes e as Paisagens da Terra Marinhoa” e culminou em 360 fotografias do que de mais genuíno caracteriza Portugal.

FOTOBOX 24 from fotoboxTV on Vimeo.

É das raízes que Jorge Bacelar faz arte: integrou uma equipa da World Photographic Cup este ano, de onde saiu com medalha de bronze. Mereceu duas distinções na competição Fotógrafo Europeu do Ano 2016 e foi selecionado como finalista do concurso Hamdan International Photography Award em duas categorias. Também levou a taça europeia no “2016 OIE Photo Competition”, que distingue um fotógrafo por continente e, mais recentemente, venceu o “Remarkable Award” em Itália no concurso “Siena International Photography Awards 2016”.

Agora, depois de as suas fotografias começarem a circular como mensagem de “Feliz Natal” nas caixas de correio eletrónico dos portugueses, Jorge Bacelar mostra-nos 27 das mais fascinantes. Entre nas vidas da nossa gente pelos olhos de um veterinário que com elas trabalha diariamente, através da fotogaleria.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.