784kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Bruno de Carvalho deixa mensagem de Natal sem revelar se vai recandidatar-se

Este artigo tem mais de 5 anos

O presidente do Sporting deixou, nas redes sociais, uma mensagem de Natal aos sportinguistas. Bruno de Carvalho menciona que o mandato está a acabar, mas não confirma uma recandidatura.

i

MÁRIO CRUZ/LUSA

MÁRIO CRUZ/LUSA

O presidente do Sporting partilhou, esta sexta-feira, uma mensagem de Natal com os adeptos do clube. Bruno de Carvalho relembra que o mandato termina em março, depois de passados quatros anos à frente dos leões, sem deixar claro se pensa recandidatar-se ao cargo.

Certo é que a mensagem é forte, assim como o seu amor pelo Sporting. “Se for preciso morrerei por Ele [Sporting] ao vosso lado!” e garante que a sua devoção pelo clube será para além da morte. Bruno de Carvalho confidencia aos adeptos leoninos que sonhava ser presidente do Sporting desde criança. Aos seis anos foi pela primeira vez ao Estádio de Alvalade e, decidido, disse ao pai: “Vou ser Presidente deste Clube!”.

Contudo, refere que ano novo é sinónimo de vida nova e recorda que o seu mandato está a chegar ao fim. “O balanço caberá aos sportinguistas, a decisão de prosseguir a mim“, mas assegura: “Decida o que decidir, aconteça o que acontecer” estará sempre ao lado dos adeptos sportinguistas.

Leia a mensagem na íntegra:

O presidente dos leões mencionou ainda o momento, registado esta quinta-feira, em que dezenas de adeptos do Sporting invadiram o campo do Estádio do Restelo, depois de o Sporting vencer o Belenenses, por 1-o.

Aquele fim do jogo junto dos meus, trocando abraços, cumplicidades, fé, vontade inabalável de sermos felizes, carinho… Que melhor prenda do que amar e ser amado?

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos