O Presidente da República reforçou hoje a urgência de concretizar a reforma do poder local, notando que é preciso aproveitar o consenso generalizado que existe, porque essa “conjugação astral pode deixar de existir”.

“Há condições únicas de conjugação nas várias instituições para que o passo possa ser dado, não sei se elas são repetíveis daqui por uns anos”, alertou o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, numa intervenção no encerramento da conferência nacional ’40 anos do poder local democrático’, que decorreu em Loures.

Sublinhando que “política faz-se com mulheres e homens de carne e osso” e com pessoas concretas, Marcelo Rebelo de Sousa insistiu que existem momentos em que “há pessoas concretas apostadas numa determinada mudança e essa conjugação astral pode deixar de existir noutra conjuntura completamente diversa”.