A atividade económica do Brasil, medida pelo Índice do Banco Central (IBC-Br), caiu 4,34% em 2016, informou o Governo do país, esta quinta-feira.

O IBC-Br é considerado um sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil já que mede mensalmente o desempenho da indústria, comércio, serviços e agropecuária, principais categorias usadas no cálculo da riqueza produzida no país.

Foi o segundo ano consecutivo que o indicador sinalizou retração. Em 2015 o IBC-Br caiu 4,07%.

O IBC-Br de dezembro último, após o ajuste sazonal (mais utilizado neste tipo de comparação), registou um recuo de 0,26%. Na comparação dos dados trimestrais nota-se que entre o terceiro e o quarto trimestre houve uma queda de 0,36% da atividade económica no país.

O resultado oficial do PIB brasileiro será divulgado em 7 de março pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).