O Chelsea deu neste domingo mais um passo firme rumo ao título de campeão inglês, ao vencer por claros 3-0 na visita ao difícil campo do Everton, em jogo da 35.ª jornada da Liga inglesa de futebol. A formação de Liverpool, treinada por Ronald Koeman, não perdia em casa desde 07 de janeiro, com o Leicester (2-1), e acumulava sete triunfos caseiros desde então, prevendo-se que hoje os ‘blues’ teriam uma tarde difícil.

Foi o caso, mas apenas até aos 66 minutos, quando Pedro, fora de área, fez o 1-0, com um remate forte e colocado. Cahill, com um desvio ao primeiro poste, na marcação de um livre, aos 79 (2-0), e Willian, aos 86 (3-0), deram serenidade ao Chelsea. A equipa de Antonio Conte lidera a ‘Premier League’, com 81 pontos, mais seis do que Tottenham, que ainda defronta hoje o Arsenal, em casa.

Na terceira posição, pontualmente a distantes 15 pontos, segue o Liverpool, que na segunda-feira visita o Watford, enquanto as equipas de Manchester, o City de Guardiola, e o United, de José Mourinho, tiveram hoje jogos ‘pobres’ na 35.ª ronda. O City, quarto, com os mesmos 66 pontos do Liverpool, não conseguiu mais do que um empate fora a 2-2 com o ‘aflito’ Middlesbrough, e o United, quinto, com 65, empatou a 1-1 em Old Trafford com um Swansea, igualmente em zona de descida.

Os empates dos dois ‘aflitos’ acabam por ser menos positivos para o Hull City, de Marco Silva, que no sábado arrancou um ponto em casa do Southampton (0-0), e tem mais dois pontos do que o Swansea e seis do que o Middlesbrough, na fuga à descida. De ‘malas aviadas’ para o ‘Championship’ (segunda divisão) está o Sunderland, cuja descida ficou confirmada no sábado, com a derrota em casa diante do Bournemouth (1-0).