Quando quase todos aguardavam por Setembro, e pelo próximo Salão de Frankfurt, para conhecer o mais potente 911 de sempre, entre os homologados para circular na via pública, a Porsche decidiu surpreender e elegeu o Festival de Goodwood, a decorrer durante este fim-de-semana, para revelar oficialmente o 911 GT2 RS.

E nada como começar pelas boas notícias: para já, a marca de Estugarda não faz qualquer menção a limitações de produção, tudo parecendo indicar que, ao contrário dos vários rumores que por aí circulavam, o modelo não será fabricado numa edição limitada, estando ao dispor de todos quantos possam dispender a verba pedida por este verdadeiro supercarro: em Portugal, 336.805€!

Como seria de esperar, o elemento central do 911 GT2 RS é o seu motor: a base é o Boxer biturbo de seis cilindros opostos com 3,8 litros de capacidade do 911 Turbo S, sujeito a diversos melhoramentos para oferecer um rendimento ainda mais impressionante. A principal modificação foi operada no sistema de sobrealimentação, mercê do recurso a turbocompressores de maiores dimensões, dotados de um sistema de arrefecimento mais eficiente – a que há que juntar um sistema de escape em titânio, 7 kg mais leve do que o do 911 Turbo, e capaz de emitir uma sonoridade sem precedentes.

Estão são os principais responsáveis pelo aumento da potência para 700 cv, e do binário máximo para 750 Nm, ou seja, mais 120 cv e 50 Nm do que no 911 Turbo S, e mais 80 cv e 50 Nm do que no anterior 911 GT2 RS de 2010, com motor de 3,6 litros. Graças a estes valores, a Porsche garante que o novo 911 GT2 RS, proposto apenas na carroçaria coupé, está apto a cumprir os 0-100 km/h em não mais do que 2,8 segundos, sendo a velocidade máxima de 340 km/h. Toda esta potência é transmitida em exclusivo às rodas traseiras, através de uma caixa pilotada PDK de dupla embraiagem e sete velocidades, especialmente adaptada às exigências de uma máquina que promete ser infernal.

Para lidar com tudo isto, o chassi promete ser digno de um automóvel de competição, contando com um eixo traseiro direccional, pneus de altas performances (de medida 265/35ZR20 na frente, e 325/30ZR21 atrás), um controlo electrónico de estabilidade PSM senhor de uma calibragem específica, para garantir um desempenho dinâmico exemplar, e travões carbocerâmicos PCCB de série.

Visualmente, os vários alargamentos da carroçaria e os muitos apêndices aerodinâmicos conferem ao 911 GT2 RS uma aparência impressionante, mas também desempenham um papel funcional, seja refrigerar vários componentes mecânicos, reduzir a resistência aerodinâmica (melhorando performances e consumos), aumentar a estabilidade e a tracção, ou manter o peso em valores tão baixos quanto possível.

Neste particular, saliente-se que, para o peso em ordem de marcha de 1.470 kg anunciado pelo 911 GT2 RS muito terão contribuído as asas dianteiras, as cavas das rodas, as caixas dos espelhos Sport Design, as tomadas de ar laterais traseiras e alguns elementos da secção posterior e do habitáculo construídos em CFRP (plástico reforçado com fibra de carbono), assim como o capot em fibra de carbono e o tejadilho em titânio. Ainda assim, quem pretender retirar 30 kg ao modelo, tem ao dispor o opcional Pacote Weissach, composto por vários elementos adicionais em CFRP; pelo tejadilho, barras estabilizadoras e barras de acoplamento traseiro em carbono; e pelas jantes em magnésio. Neste caso, a distinção visual é garantida pela tampa da mala e pelo tejadilho com acabamento em carbono, mas com uma tira central pintada na cor da carroçaria.

[jwplatform se2zv5bb]

Quanto ao habitáculo, é marcado pelos revestimentos em pele preta conjugada com Alcantara vermelha, em combinação com as aplicações em padrão de carbono tecido. As bacquets dianteiras contam com estrutura em fibra de carbono, a aplicação Porsch Track Precision é oferecida de série, mas o Pacote Sport Chrono foi relegado para a lista de opcionais.

Quem tiver disponibilidade para adquirir um 911 GT2 RS, e seja amante de outras mecânicas de precisão, tem ainda à sua disposição o primeiro relógio desenvolvido pela Porsche Deisgn especialmente para um modelo da Porsche, e que só poderá ser adquirido por quem seja proprietário do modelo. De seu nome 911 GT2 RS, trata-se de um cronógrafo com caixa em carbono, calibre 01.200, função flyback, rotor em tungsténio e um mostrador que replica o painel de instrumentos do veículo, cujo preço acaba por ser uma “pechincha” tendo em conta a sua exclusividade e o pedido pelo seu homónimo de quatro rodas: 9.767,65€.