A prioridade do Irão é desenvolver o seu programa de mísseis e exportar armas para as nações aliadas, afirmou neste sábado o novo ministro da Defesa do Irão. “Nós temos um plano específico para desenvolver a capacidade dos mísseis do Irão”, declarou o general Amir Hatami, nomeado em agosto, num discurso divulgado pela agência de notícias iraniana, Isna.

“Se Deus quiser, as capacidades de combate dos mísseis balísticos e de cruzeiro do Irão vão aumentar” em breve, acrescentou. O general Hatami afirmou ainda que o seu país procurará exportar as armas “para evitar guerras”. “Sempre que um país fica fraco, outros são encorajados a lançar ataques contra ele […]. Sempre que necessário, iremos exportar armas para aumentar a segurança da região […] para evitar guerras”, justificou.

Esta declaração surge num contexto de tensões crescentes entre Washington e Teerão. Após as recentes sanções norte-americanas contra Teerão, o parlamento iraniano votou, em meados de agosto, um aumento significativo dos meios financeiros do programa balístico do país.