Crise Política no Brasil

Brasil. Polícia encontra malas de dinheiro em apartamento usado por ex-ministro

686

A Polícia Federal brasileira encontrou malas e caixas cheias de dinheiro num apartamento que aparentemente era usado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está em prisão domiciliária.

O ex-ministro está em prisão domiciliária em Salvador, acusado de tentativa de obstrução à Justiça

POLÍCIA FEDERAL/DIVULGAÇÃO

A Polícia Federal brasileira encontrou esta terça-feira malas e caixas cheias de dinheiro num apartamento que aparentemente era usado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está em prisão domiciliária e é acusado de corrupção.

O dinheiro, ainda não quantificado, estava guardado em pelo menos oito grandes malas e cinco caixas, de acordo com fotografias divulgadas pela Polícia Federal após uma operação na cidade de Salvador, capital do estado da Baía, onde Geddel Vieira Lima mora.

As autoridades explicaram que chegaram ao apartamento graças a informações recolhidas durante uma investigação de corrupção. A casa seria usada habitualmente pelo ex-ministro, embora ainda não seja claro quem é o dono do apartamento.

Geddel Vieira Lima

O ex-ministro está em prisão domiciliária em Salvador, acusado de tentativa de obstrução à Justiça em investigações de supostos desvios de dinheiro público.

De acordo com a acusação, o ex-ministro realizou manobras para dificultar as investigações sobre esquemas de corrupção no banco estatal brasileiro Caixa Económica Federal, que aparentemente desviou recursos de um fundo de investimento dessa instituição.

Até novembro do ano passado, Geddel Vieira Lima era ministro da Secretaria de Governo do Presidente Michel Temer, mas foi forçado a renunciar devido a fortes pressões decorrentes de suspeitas de que havia incorrido no suposto crime de tráfico de influência.

Geddel Vieira Lima, um político que mantém uma amizade antiga e estreita com o Presidente Michel Temer, ocupou uma das vice-presidências da Caixa Económica Federal durante a administração da ex-Presidente Dilma Rousseff e foi ministro da Integração Nacional entre 2007 e 2010, no Governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Lula da Silva

E agora, Brasil?

João Marques de Almeida

No meio desta radicalização, alguns generais do Exército brasileiro fizeram declarações preocupantes. O que fará o Exército se houver conflitos e violência nas ruas nos próximos dias? 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)