Um incêndio deflagrou esta terça-feira de manhã em São Bento, junto à Assembleia da República, em Lisboa. O regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa foi chamado ao local pelas 10h50. O incêndio já foi extinto.

O incêndio deflagrou numa carrinha de mudanças, à porta de um prédio — a fachada do número 85 na rua de São Bento ficou parcialmente afetada pelo denso fumo, mas a estrutura do edifício não sofreu quaisquer danos, segundo assegurou a Unidade Territorial da Câmara de Lisboa. No rés-do-chão está uma loja de velharias, de momento inativa, cuja fachada foi igualmente afetada.

No número 87, na mesma rua, um morador foi retirado de casa por causa do fumo, mas saiu pelo próprio pé e não precisou de qualquer assistência. Outros edifícios foram vistoriados, mas a vizinhança encontra-se bem.

Não se conhecem, por enquanto, os motivos na origem do incêndio. A causa oficial é indeterminada, assegurou José Caetano, chefe de primeira do regimento dos Bombeiros Sapadores de Lisboa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nem o condutor, que no momento em que o incêndio deflagrou não estava no interior do veículo, nem a dona da carrinha sabem o que se passou.

A carrinha, que ficou totalmente destruída, estava vazia e os senhores responsáveis pelas mudanças estavam no interior do prédio.

Rita Tavares/Observador

No local estiveram seis viaturas do regimentos dos Bombeiros Sapadores de Lisboa e ainda uma ambulância. Não há feridos a registar, mas há indicação de pelo menos seis veículos danificados, segundo confirmou fonte dos bombeiros ao Observador.

Os bombeiros estiveram ainda a avaliar os danos no interior dos andares afetados.

O incêndio provocou uma coluna de fumo densa e os primeiros a ocorrerem ao local foram os agentes de segurança da Assembleia da República. No momento em que o incêndio deflagrou não se ouviu qualquer explosão.

O trânsito esteve cortado apenas no troço afetado, isto é, na parte debaixo da rua de São Bento.