Desporto

Miguel Oliveira “muito motivado” para última corrida da época de Moto2

102

O português Miguel Oliveira, que domingo corre em Valência em Moto2, encara a última corrida do Mundial sem pressão e afirma que "não há nada a perder" e que é tempo para "tentar um bom resultado".

FAZRY ISMAIL/EPA

O português Miguel Oliveira, que domingo corre em Valência em Moto2, encara a última corrida do Mundial de motociclismo sem pressão e afirma que “não há nada a perder” e que é tempo para “tentar um bom resultado”.

Depois de duas vitórias consecutivas, as primeiras da época, na Austrália e na Malásia, o piloto português da KTM entra para a pista sem poder chegar ao segundo lugar do Mundial, mas com o terceiro virtualmente assegurado.

“Estou muito motivado para a última corrida do ano, em Valência. Já tendo testado a KTM de Moto2 algumas vezes neste circuito, acho que podemos ser competitivos este fim de semana”, assegura o piloto, a quatro dias da prova.

Miguel Oliveira vai à procura de um bom resultado, que pode ser o terceiro triunfo consecutivo.

“Já assegurámos o terceiro lugar no Campeonato do Mundo, por isso não temos nada a perder e iremos para a pista para aproveitar a corrida, fazer um bom trabalho e tentar dar um bom resultado aos nossos fãs. Queremos confirmar a boa prestação que tivemos nos últimos grandes prémios”, disse o piloto almadense.

O Grande Prémio da Comunidade Valenciana, no circuito Ricardo Tormo, é o palco para a 18.ª e última ronda da temporada de 2017, a de estreia de Oliveira com a KTM em Moto2.

Ainda em Moto3, Miguel Oliveira teve também um excecional final de época em 2015, também com uma KTM, quando foi o primeiro nos três últimos Grandes Prémios.

A prova disputa-se domingo, a partir das 11:20, após o que terá lugar a gala de época, onde o piloto luso irá receber o prémio de terceiro classificado no Mundial.

A categoria de Moto2 é liderada pelo italiano Franco Morbidelli, já virtual campeão, enquanto o segundo classificado é o suíço Thomas Luthi. O transalpino soma 288 pontos, contra 243 do helvético e 216 do português.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Mundial 2018

O treinador de outras eras /premium

Bruno Vieira Amaral

Identificar os jogadores pelo número da camisola e não pelo nome, em especial quando se trata de alemães, islandeses e iranianos, é prova da superioridade do treinador arcaico.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)