Vladimir Putin foi ao banho nas águas geladas de um lago esta quinta-feira à noite, seguindo o ritual da Epifania Ortodoxa. Apesar das temperaturas de até -60 graus de um inverno rigoroso que atravessa a Rússia, Putin decidiu arriscar.

As televisões russas mostraram imagens do presidente, em tronco nu, a mergulhar nas águas do Lago Seliguer, a noroeste de Moscovo, onde as temperaturas eram de -5ºC. Depois de tirar o casaco e as botas, Putin desceu os degraus de madeira e mergulhou.

A tradição diz que é necessário mergulhar três vezes, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, num ritual que recorda o batismo de Jesus no Rio Jordão e que permite que os fiéis lavem os seus pecados (a água é benzida antes dos mergulhos), sendo uma espécie de renascimento espiritual.

Veja o vídeo de Putin a ir a banhos de água gelada:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Antes de se dirigir para o local onde o ritual se realizou, o Presidente da Rússia assistiu à missa, no Mosteiro de São Nillus Stolobensky. Vladimir Putin cresceu num regime comunista e, como presidente, comparece frequentemente nas cerimónias ortodoxas.

A cerimónia marcou o ponto alto de um dia bastante ocupado para Putin, que tinha anteriormente ido deixar flores no Cemitério Memorial de Piskaryovskoye, por ocasião do 75.º aniversário da rutura do Cerco a Leninegrado, segundo a agência EFE.

As autoridades alertaram para os perigos que um mergulho em águas frias poderia provocar, mas ainda assim, na Sibéria, por exemplo, com temperaturas na ordem dos -40ºC, houve quem cumprisse o ritual. A tradição foi, assim, cumprida mas Moscovo decidiu enviar equipas do ministério para se encarregarem de quaisquer situações de emergência.

Em 2017, mais de dois milhões de russos decidiram participar nas festas religiosas, que têm lugar todos os anos, na noite de 18 para 19 de janeiro.