Professores

Sindicatos dos professores ameaçam com greves no segundo e terceiro período

Os sindicatos dos professores ameaçaram fazer uma semana de greve se o Ministério da Educação não manifestar disponibilidade concreta para cumprir o compromisso estabelecido na próxima semana.

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Os sindicatos dos professores ameaçaram esta sexta-feira com uma semana de greve, ainda no segundo período, e outra no terceiro período, se o Ministério da Educação até final da próxima semana não manifestar disponibilidade concreta para cumprir o compromisso estabelecido.

Numa declaração aos jornalistas em representação das várias estruturas sindicais dos professores, o secretário-geral da Federação Nacional de Professores (Fenprof), Mário Nogueira, disse que no dia 15, quando se realizará nova ronda negocial com o governo, os sindicatos decidirão se estas formas de luta se concretizam.

Em cima da mesa está uma semana de greves rotativas, a realizar um dia em cada uma das regiões, na semana de 12 a 16 de março.

Os sindicatos ameaçam também uma segunda semana de greve no terceiro período, de 16 a 20 de abril, e preveem uma “grande manifestação nacional” se as paralisações não tiverem os efeitos pretendidos.

Mário Nogueira lembrou que há uma nova ronda negocial a 14 e 15 de fevereiro, considerando que essa é “a oportunidade que o Ministério tem de mostrar que está de boa fé nas negociações e disponível para aceitar a declaração de compromisso”, que tinha sido assinada em novembro.

Os sindicatos dizem que o governo ainda não apresentou propostas sobre matérias como a recuperação de tempo de serviço, a aposentação e os horários de trabalho e que avançou com uma proposta “extremamente negativa” em relação ao reposicionamento da carreira.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eutanásia

Carta aos deputados do PSD sobre a eutanásia

Sofia Galvão

Os partidos não pediram um mandato aos eleitores em 2015 para alterar o statu quo no que diz respeito à eutanásia. Também por essa razão, os deputados do PSD têm a obrigação de votar contra.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)