501kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Tornado virou barcos e danificou carros em Faro

Este artigo tem mais de 4 anos

Um tornado de fraca intensidade provocou estragos esta quarta-feira em Faro. IPMA alerta: podem ocorrer fenómenos idênticos durante esta noite noutros pontos do país.

Terá sido por volta das 17h20 desta quarta-feira que o tornado, descrito pelo Sul Informação como de baixa intensidade, atingiu a baixa da cidade de Faro.

Ao jornal, Nuno Cortes Lopes, capitão do porto da cidade, explicou que o fenómeno meteorológico “foi muito rápido e veio do lado da Ria Formosa, levantando tudo à passagem”. “Só ouvi um grande barulho, quando vim cá fora já só restavam os estragos.”

Nas redes sociais vários vídeos publicados dão conta daquilo que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) já confirmou ter sido um tornado. Ao Jornal de Notícias, o organismo alertou para a possibilidade de ocorrência de fenómenos “extremos” do mesmo género durante a noite desta quarta-feira, noutras zonas do país, nomeadamente no Sul e no litoral Norte e Centro. “Não se pode excluir essa possibilidade, uma vez que as condições meteorológicas serão, nas próximas horas, de grande instabilidade”, explicou o meteorologista Bruno Café ao JN.

Pelo menos uma dezena de barcos virados, vários vidros de carros estilhaçados e uma esplanada destruída serão, atestou Cortes Lopes, os danos a registar. “Agora, as pessoas terão de reportar os estragos materiais”, avisou o capitão, que descartou ainda a existência de feridos.

Segundo Nuno Cortes Lopes, à exceção das barras marítimas de Portimão e Lagos, todas as outras barras do Algarve estão fechadas.

Aquele responsável apelou à precaução por parte dos profissionais ligados ao mar, mas também por parte dos pescadores lúdicos e cidadãos, que devem evitar passear em molhes, no topo de arribas ou em zonas próximas do mar.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.