Meteorologia

Estradas cortadas, derrocadas e voos cancelados. Os efeitos do mau tempo em Portugal

115

O trânsito na Estrada Marginal e no túnel da avenida Infante Dom Henrique está cortado. A chuva provocou uma derrocada na Amadora. Na Madeira, 58 voos foram cancelados, afetando 8 mil passageiros.

O mau tempo na Madeira levou ao cancelamento de 10 voos

HOMEM DE GOUVEIA/LUSA

Os efeitos do mau tempo fazem-se sentir um pouco por todo o país, com voos cancelados, derrocadas, acidentes e estradas cortadas. Todos os distritos de Portugal continental estão sob aviso amarelo devido à chuva, neve, vento e agitação marítima.

A Estrada Marginal voltou este sábado a ser encerrada ao trânsito, em Oeiras, às 15h20, devido à agitação marítima, disse à agência Lusa fonte da Câmara Municipal. O mesmo troço foi interditado na sexta-feira à tarde, entre Paço D’Arcos e o Alto da Boa Viagem (sentido Cascais-Lisboa) e reaberto cerca das 17h20. Contudo, o trânsito no sentido Lisboa-Cascais continua aberto.

A Marginal tem sofrido cortes temporários desde quarta-feira, devido à agitação marítima.

Menor ferido em acidente na avenida Infante Dom Henrique

O trânsito está cortado no túnel da avenida Infante Dom Henrique, em Lisboa, devido a cinco acidentes distintos ocorridos entre as 14h30 e as 14h50, disse este sábado à agência Lusa fonte da PSP.

Um menor sofreu ferimentos considerados ligeiros e foi transportado para o Hospital de Dona Estefânia, em Lisboa, segundo a mesma fonte.

O trânsito está a ser desviado para a praça José Queiroz.

Desabamento de terras na Amadora

A chuva provocou ainda um desabamento de terras na Amadora. O incidente ocorreu por volta das 13h30, numa zona residencial, mas não provocou sem provocar feridos ou danos materiais, disse à Lusa fonte da PSP.

A derrocada levou ao corte de trânsito na rua Dr. João Corte Real, não havendo previsão de reabertura no momento. No local estão os serviços de Proteção Civil.

Madeira: 58 voos cancelados, 8 mil passageiros afetados

58 voos foram cancelados no Aeroporto Internacional da Madeira devido ao vento forte no arquipélago. Uma situação que afetou cerca de oito mil passageiros.

Os 58 voos cancelados, entre chegadas e partidas, eram oriundos ou tinham como destino várias cidades da Europa. Durante o dia de hoje houve também cinco voos com destino à ilha da Madeira que divergiram para os aeroportos de Lisboa, Porto e Porto Santo.

O aeroporto da Madeira não está, no entanto, encerrado, mas apenas condicionado, havendo neste momento aviões que se deslocam para a região, disse à agência Lusa fonte aeroportuária. Centenas de pessoas encontram-se concentradas no Aeroporto Internacional da Madeira à espera de voo e muitos passageiros tiveram de remarcar a viagem para outro dia.

As informações dos serviços de meteorologia indicam, por outro lado, que o vento deverá abrandar a partir das 19h00, o que poderá permitir algum escoamento de passageiros. O arquipélago da Madeira continua a ser afetado pelo mau tempo, embora tenha diminuído significativamente de intensidade, tendo as autoridades emitido um aviso por causa do vento e da agitação marítima até domingo.

O Nacional da Madeira, que vinha a Lisboa defrontar o Real Massamá, ficou retido. O jogo da 27.ª jornada da II Liga, que estava marcado para as 11h15 de domingo, foi reagendado para 21 de março às 15h.

IPMA: Chuva vai manter-se até ao fim da próxima semana

Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a chuva vai manter-se em Portugal continental pelo menos até ao final da próxima semana, e o vento vai continuar forte, mas com tendência para diminuir.

Todos os distritos de Portugal continental estão sob aviso amarelo, prevendo-se que a chuva, neve, vento e agitação marítima se estendam de norte para sul ao longo do dia, disse fonte da Proteção Civil.

Relativamente à agitação marítima, o comandante do Serviço Nacional de Bombeiros e da Proteção Civil disse que, apesar de longe de atingir os picos recentes dos 10/12 metros, vai continuar forte em toda a orla costeira (oeste e sul), com a ondulação de sudoeste de quatro a cinco metros, embora, pontualmente, possa ser bastante superior.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rporto@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)