Dez voos foram cancelados hoje no Aeroporto Internacional da Madeira e cinco divergiram para outros aeroportos devido aos ventos fortes que se fazem sentir no arquipélago, disse fonte aeroportuária.

“As informações da meteorologia indicam que a situação vai manter-se instável até às 19 horas, havendo, no entanto, possibilidade de ocorrerem abertas e possibilitar algumas aterragens”, explicou a mesma fonte à agência Lusa.

Os dez voos cancelados eram de várias companhias e provenientes de diversas cidades da Europa, ao passo que os cinco voos divergidos seguiram para os aeroportos do Porto, Lisboa e Porto Santo.

O arquipélago da Madeira continua a ser afetado pelo mau tempo, embora tenha diminuído significativamente de intensidade, tendo a Capitania do Porto do Funchal emitido um aviso de vento forte e de agitação marítima forte até domingo.

Entretanto, as autoridades marítimas prosseguem as buscas ao turista britânico que foi arrastado por uma onda na Madeira, na quarta-feira.

“Não há novidades”, disse à Lusa o capitão do Porto do Funchal Silva Ribeiro, realçando que o dispositivo foi reduzido, envolvendo hoje apenas cerca de 15 operacionais e uma lancha.

Um cidadão britânico, com 60 anos, foi arrastado pelo mar na noite de quarta-feira na Praia Formosa, na zona oeste do concelho do Funchal, quando alegadamente se aproximou para tirar fotografias.

As buscas decorrem no mar, entre Câmara de Lobos e o Garajau e até 12 milhas a sul, e por terra, junto à costa, entre o porto do Funchal e a baía de Câmara de Lobos.