O treinador do Sporting de Braga, Abel Ferreira, disse esta quinta-feira que para o clube ser campeão nacional de futebol tem que juntar uma época menos boa dos três ‘grandes’ e uma excelente dos minhotos.

Questionado sobre se ser campeão é uma utopia tendo em conta a excelente época que está a fazer, superando mesmo o máximo pontual absoluto num campeonato (que vinha de 2009/10), entre outros recordes internos batidos, Abel Ferreira frisou que o Sporting de Braga não luta com os mesmos recursos que os três ‘grandes’.

É possível? É, mas tem que se juntar um cenário de nós estarmos no red line e esperar que o Ferrari dos outros possa ter um furo para o nosso Renault passar à frente”, disse o técnico na antevisão da receção ao Boavista, na sexta-feira, da 33.ª jornada da I Liga.

Sobre o adversário de sexta-feira referiu: “O Boavista vai criar-nos muitas dificuldades, tem um futebol positivo e privilegia o espetáculo, vem subindo de rendimento este ano e é muito bem orientado pelo Jorge Simão, mas é o nosso último jogo em casa e perante os nossos adeptos e queremos vencer.”

Ainda na luta pelo segundo lugar, ainda que precisando de um conjunto de resultados de Benfica e Sporting e de vencer os dois jogos que faltam, Abel Ferreira considera que “a pressão existe desde o primeiro dia”. Sobre a carreira dos ‘arsenalistas’ no campeonato, apesar da distância pontual dizer o contrário, frisou uma ideia que já apresentara: “É muito maior a distância entre os ‘grandes’ e o Braga do que de nós para os outros.”

“Este ano conseguimos ter uma consistência na nossa performance, numa época em que fizemos uma reestruturação muito grande. Passámos por muitas dificuldades para implementar uma filosofia de jogo em que impera a energia coletiva”, disse.

Paulinho é o melhor marcador do Sporting de Braga, com 17 golos no total, e Abel Ferreira considera que, se for chamado por Fernando Santos para o Mundial2018, na Rússia, o avançado vai corresponder. “Ele sabe que conseguiu esse número de golos fruto de um trabalho coletivo, se for chamado ele vai corresponder, mas é uma escolha do selecionador, que eu respeito muito e às suas opções”, disse.

Abel Ferreira disse ter sido bem expulso no Restelo (no triunfo por 1-0 sobre o Belenenses), mas notou que, no “inconsciente”, a sua reação deveu-se ao facto de ter protestado uma falta, que esteve na base da anulação de um golo aos minhotos, numa zona do relvado em que, poucos jogos antes, uma equipa [Sporting] beneficiou de um erro da arbitragem, lance que veio a resultar em golo.

Lesionado há vários meses, Fransérgio está na fase de integração com o plantel, “mas com muitos cuidados”. “Acredito que no início da próxima época estará disponível. Peço ao presidente que não venda jogadores, mas isso é impossível. Já disse que gostava muito de ficar com esta equipa, mas sei que vai ser muito difícil, espero ficar com o núcleo duro”, disse.

Sporting de Braga, quarto classificado com 74 pontos, e Boavista, sétimo com 41, defrontam-se na sexta-feira, às 20h30, no Estádio Municipal de Braga.