Surpresa! Quando ninguém esperava, eis que a Nissan revelou em Tóquio uma versão descapotável do Nissan Leaf, para assinalar as 100.000 unidades já vendidas do compacto eléctrico no mercado japonês, desde que se iniciou a comercialização da primeira geração do Leaf , em 2010.

Perante cerca de uma centena de pessoas, incluindo funcionários do governo local e da prefeitura da cidade, bem como altos executivos de empresas, o fórum para discutir a criação de uma “sociedade emissão zero” serviu também para a marca nipónica mostrar do que é capaz em termos de exercícios de design. Isto porque, conforme sublinha a Nissan em comunicado, a variante do Leaf “ao ar livre” não passará de um protótipo com direito a uma única unidade. Um show-car, portanto, visto que não há intenções de produzir em série o Leaf Open Car – assim se designa o concept.

Face ao modelo que lhe serve de base, a segunda geração do Leaf – introduzida em 2017 e que se está revelar um sucesso de vendas – o protótipo perde o tejadilho, mas só até ao início do pilar C. O pilar B, esse sim, desaparece por completo e, com ele, as portas de trás, o que faz desta unidade conceptual o primeiro (e, provavelmente, o último) Nissan Leaf de três portas que teremos oportunidade de ver.