O Conselho de Estado defendeu esta segunda-feira uma “abordagem multilateral” e o respeito pelo Direito Internacional, em resposta aos desafios globais, sobretudo da paz, segurança e direitos humanos, apontando para um “imperativo de uma maior união e cooperação internacional”.

“A permanente defesa de uma abordagem multilateral e de respeito do Direito Internacional para os enormes desafios globais que surgem permanentemente, em particular nas questões da paz, da segurança e dos direitos humanos, bem como do desenvolvimento sustentável e do clima, realça o imperativo de uma maior união e cooperação internacional, de forma a criar condições de entendimento e diálogo que permitam ultrapassar os bloqueamentos que se colocam a nível mundial”, lê-se no comunicado do Conselho de Estado.

O órgão político de consulta do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, reuniu-se esta segunda-feira, tendo como convidado especial o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que apresentou uma “exposição introdutória”, a que se seguiram as intervenções dos conselheiros.