Há muito tempo que o desfecho se previa: há semanas, o Observador noticiou que João Benedito, ex-atleta e ex-capitão da equipa de futsal masculina do Sporting, tinha a decisão tomada e ia mesmo avançar com uma candidatura à presidência do clube. Nos últimos dias, o processo de consolidação da candidatura avançou, a data para a apresentação aos sportinguistas definiu-se e João Benedito mostra-se como candidato presidencial esta quinta-feira, ao que o Observador apurou entre as 12h e as 13h30.

Com Varandas e Benedito, que espaço ainda resta no eleitorado do Sporting para as outras listas?

João Benedito é o oito candidato à presidência do clube, numa lista que inclui Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, respetivamente antigos presidente e vice-presidente do clube destituídos em Assembleia Geral pelos sócios. Os dois membros do anterior Conselho Diretivo aguardam agora que a Comissão de Fiscalização dê luz verde às candidaturas, travando o processo de suspensão de sócios de que foram alvos. Para já, esta comissão não tomou ainda uma decisão sobre o assunto.

Além de João Benedito, Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, também Frederico Varandas, Dias Ferreira, Pedro Madeira Rodrigues, Zeferino Boal e Fernando Tavares Pereira tornaram já oficial candidaturas à presidência do Sporting. Esta segunda-feira, à Rádio Renascença, Dionísio Castro confirmou a intenção de oficializar também uma candidatura própria nos próximos dias.

[Um dos discursos mais marcantes de João Benedito, enquanto era atleta do Sporting:]

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Formado em gestão e antigo guarda-redes de futsal do Sporting, João Benedito, 39 anos, ingressou no clube como júnior e passou aí praticamente toda a carreira , tendo tido uma breve passagem de uma época pela equipa espanhola Bisontes Castellón. Ao todo, foram mais de 20 anos de leão ao peito, nos quais Benedito conquistou mais de uma dezena e meia de títulos.

Em maio, uma reunião entre João Benedito e Rogério Alves levantou dúvidas sobre uma possível lista conjunta da dupla à presidência do Sporting. Rogério Alves acabou por se aliar antes a Frederico Varandas e João Benedito não o fez, preferindo avançar como líder de uma lista própria.