Bibliotecas

Um fotógrafo italiano reuniu num livro as bibliotecas mais bonitas do mundo. Mafra e Coimbra estão incluídas

3.351

Durante 10 anos, Massimo Listri, um fotógrafo italiano, andou por várias bibliotecas espalhadas pelo mundo. O resultado foi reunido no livro "As bibliotecas mais bonitas do mundo".

Massimo Listri é um fotógrafo italiano que desde jovem revelou interesse por arte e arquitetura. É também um bibliófilo assumido e, depois de cerca de 10 anos a viajar por bibliotecas nos quatro cantos do mundo, decidiu reunir as que considera serem as mais bonitas (e as mais antigas) num livro — “As bibliotecas mais bonitas do mundo”, lançado em julho. E não esqueceu Portugal: as bibliotecas de Mafra e Coimbra fazem parte da lista.

“A biblioteca de Mafra é impressionante pela sua grandeza e candura”, disse o fotógrafo ao Observador, confessando que, de todas as bibliotecas que visitou, se tivesse de escolher apenas uma “seria a Biblioteca Angelica, em Roma, Itália, pela sua altura: três pisos num único grande salão”.

O livro “As bibliotecas mais bonitas do mundo” tem 560 páginas e foi lançado em julho.

Massimo visitou maioritariamente países europeus e da América central e do sul. Foi um “processo lento” e que encheu 560 páginas do livro. “Cada biblioteca foi uma nova experiência para mim e cada uma tinha a sua própria alma que me conquistou”, referiu.

Mas, o que torna uma biblioteca bonita? “É todo o conjunto: a beleza da arquitetura e os seus livros preciosos”, respondeu o fotógrafo, que já publicou mais de 70 livros em 30 anos de carreira.

(Veja a fotogaleria acima com algumas das bibliotecas mais bonitas do mundo)

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
País

D de desmazelo /premium

Maria João Avillez
229

Se alguém procedesse à contabilidade dos estragos de dimensão nacional pelo “deixa andar–esqueci-me–tanto faz–logo se vê–espera-se um bocadinho–não há-de ser nada”, chegaria a resultados devastadores.

Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Enfermeiros

Elogio da Enfermagem

Luís Coelho

Muitos pensam que um enfermeiro não passa de um "pseudo-médico" frustrado. Tomara que as "frustrações" fossem assim, deste modo de dar o corpo ao manifesto para que o corpo do "outro" possa prevalecer

Poupança

O capital liberta

André Abrantes Amaral

É do ataque constante ao capital que advêm as empresas descapitalizadas, as famílias endividadas e um Estado sujeito a três resgates internacionais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)