A Unidade de Controlo Costeiro (UCC) da GNR detetou esta quarta-feira 30 migrantes que seguiam numa pequena embarcação insuflável no mar Egeu e entregou-os às autoridades gregas.

A GNR explica, em comunicado, que os 30 migrantes foram encontrados pelos militares destacados na ilha de Samos-Grécia, através de equipamento de visão térmica, no âmbito da missão da Agência Europeia de Fronteiras e Guarda Costeira (Frontex).

“A deteção por parte dos militares da GNR possibilitou que os migrantes fossem resgatados em segurança por uma embarcação grega, também ao serviço da Frontex”, refere a nota.

A GNR tem na ilha grega de Samos 13 militares que guarnecem uma embarcação e uma equipa de vigilância marítima, inseridos numa missão da Frontex.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Nesta missão, a GNR desenvolve ações nas fronteiras terrestres e marítimas, com o objetivo de prevenir e detetar ilícitos ligados à imigração ilegal e ao tráfico de seres humanos.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/travessia-do-mediterraneo/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”737″ slug=”travessia-do-mediterraneo” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/travessia-do-mediterraneo/thumbnail?version=1538497533940&locale=pt-PT&publisher=observador.pt” mce-placeholder=”1″]