Horas antes do início do desfile, dezenas de manequins juntam-se num único open space. Ao som de flashes e secadores, o objetivo é só um: prepará-las para os breves segundos em que vão percorrer a passerelle da Victoria’s Secret, em Nova Iorque. Enquanto isso acontece, ninguém fica indiferente ao glamour que envolve o momento. Há fotógrafos, repórteres, produtores, agentes, hairstylists e makeup artists de topo, mas, acima de tudo, as atenções de meio mundo, através das redes sociais.

A oportunidade não é desperdiçada pela marca. Com a ferramenta de compras do Instagram, a Victoria’s Secret rentabiliza o pre-show. Um robe de seda custa 64,50 dólares (56 euros), um soutien com brilhantes nas alças, usado por cada uma das modelos nos bastidores do desfile, custa 54,50 dólares (cerca de 48 euros), um spray com brilho para o corpo é 18 dólares (quase 16 euros) e um batom custa 14 dólares (12 euros). Tudo está à venda no Instagram, menos as modelos e anjos que contam os minutos para entrar em cena.

Através de selfies, manequins e admiradores registam o início da noite. Além dos telemóveis, há máquinas de impressão instantânea a passar de mão em mão. Nem tudo é trabalho, há muito diversão nos bastidores do desfile da Victoria’s Secret. Comprove na fotogaleria.