Rádio Observador

Universidades

Polícia Judiciária fez buscas nos Serviços de Ação Social da Universidade do Minho

Fonte da PJ não adiantou se há detidos ou arguidos e que crimes poderão estar em causa. Sabe-se apenas que a investigação está relacionada com a anterior gestão dos Serviços de Ação Social.

A Polícia Judiciária (PJ) fez buscas esta quinta-feira na Universidade do Minho, numa investigação relacionada com a anterior gestão dos Serviços de Ação Social, disseram à Lusa fontes policiais e daquela academia.

Fonte da PJ afirmou que as buscas decorreram ao longo de todo o dia, na sequência de mandados emitidos pelas autoridades judiciais. A mesma fonte escusou-se a adiantar outras informações, nomeadamente se há detidos ou arguidos e que crimes poderão estar em causa.

O atual presidente dos Serviços de Ação Social da Universidade do Minho, Carlos Videira, adiantou que a investigação está relacionada com a anterior gestão daqueles serviços. Aquela gestão foi assegurada por Carlos Silva, atualmente administrador executivo da InvestBraga, Agência de Desenvolvimento Económico da Câmara de Braga. A Lusa tentou ouvir o reitor da Universidade do Minho, Rui Vieira de Castro, mas ainda não foi possível.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)