A PeekMed, uma startup de Braga que trabalha no campo da medicina, recebeu a aprovação da Food and Drug Administration (FDA) para introduzir o seu sistema de planeamento de cirurgias ortopédicas em 3D no mercado norte-americano. Segundo o comunicado da empresa, esta certificação é um marco a que “apenas algumas empresas europeias” conseguem chegar nos Estados Unidos.

O sistema que a PeekMed desenvolveu permite aos cirurgiões ortopédicos conseguirem fazer um planeamento das intervenções “mais rápido, mais seguro e mais simples”, tendo em conta que os profissionais podem planear as cirurgias de forma digital no sistema, utilizando recursos como imagens médicas de qualquer paciente (raio-X, TAC/TC ou ressonância magnética), que podem ser obtidas através de um CD, de uma pasta local ou se um Sistema de Comunicação e Arquivamento de Imagens (PACS). Através desse sistema, explica a empresa, o cirurgião também tem disponível um banco de dados com vários modelos de implantes ortopédicos, que vai permitir fazer uma seleção mais adequada.

A PeekMed foi desenhada com cirurgiões para cirurgiões. De facto, isto é uma conquista para a empresa que nos permite entregar o produto ao maior mercado global. O nosso objetivo é providenciar o melhor sistema de planeamento e ajudar a melhorar os resultados das 6,6 milhões de cirurgias esperadas em 2020. Esta missão é entregue, agora, a cada cirurgião nos EUA”, referiu João Pedro Ribeiro, presidente da startup, citado em comunicado.

A empresa já tinha recebido uma certificação com a classe I e com função de medição na União Europeia, recebendo agora o certificado de desempenho técnico e de níveis de segurança do sistema para os Estados Unidos.