A ópera eletrónica “Metanoia”, que se estreou a 17 de novembro no Mosteiro da Batalha, vai ter exibição mundial através do Streaming Museum, anunciou esta segunda-feira a direção do monumento património da mundial da UNESCO.

O espetáculo, da autoria do compositor brasileiro Emanuel Pimenta, foi apresentado como forma de assinalar o centenário do Armistício e será retransmitido pelo Streaming Museum.

Criado em 2008 por Nina Colosi, o projeto Streaming Museum serve-se de ecrãs eletrónicos publicitários para transformar em museus ao ar livre espaços públicos e grandes áreas comerciais e culturais em suportes para a transmissão de obras de arte.

Fragmentos da ópera pensada para o Mosteiro da Batalha serão exibidos em lugares como a Time Square, em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, o bairro Ginza, em Tóquio, no Japão, e na Catedral de Milão, em Itália, entre outros espaços abrangidos pelo Streaming Museum.

“Desde a sua criação, o Streaming Museum tem alcançado milhões de pessoas nos sete continentes. Assim, a partir do dia 18 de dezembro próximo, e durante as semanas seguintes, o Mosteiro da Batalha e um fragmento da ópera eletrónica de Emanuel Pimenta estarão presentes em vários países, em todo o mundo, até mesmo na Antártica!”, sublinha a direção do Mosteiro da Batalha em comunicado.