Rádio

Rádio Universidade de Coimbra retoma emissões na frequência 107.9 FM

Devido aos estragos provocados pela tropical Leslie, a emissão da RUC tem estado a ser feita apenas na Internet, mas volta a emitir na frequência em março.

A rádio partilha o aniversário com a Universidade de Coimbra, que nesse dia comemora 729 anos de existência

@RUC107.9FM

Autor
  • Agência Lusa

A Rádio Universidade de Coimbra (RUC) deverá voltar a emitir na frequência 107.9 FM no dia 1 de março, data em que celebra 33 anos de existência, disse esta sexta-feira à agência Lusa o presidente da estação.

A emissão da RUC tem estado a ser feita apenas na Internet desde o dia 13 de outubro de 2018 (no link emissão.ruc.fm), por causa dos estragos provocados pela passagem no Centro do país da tempestade tropical Leslie, que derrubou a antena de transmissão e danificou equipamento.

Segundo o presidente da RUC, João Aveiro, vai ser a Universidade de Coimbra a suportar os custos da reparação da antena instalada nos terrenos do Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra, estimados em mais de 30 mil euros.

As obras começam na próxima semana e deverão estar concluídas a tempo da emissão de aniversário de 01 de março, assinalado com uma emissão especial em direto do átrio da Faculdade de Química da Universidade de Coimbra, no Polo I. O lema da emissão será “”33: no ar outra vez!”.

A rádio partilha o aniversário com a Universidade de Coimbra, que nesse dia comemora 729 anos de existência.

Retomar a emissão nesse dia será uma feliz coincidência”, refere João Aveiro, que agradece à Universidade o apoio decisivo para a resolução do problema.

A RUC é uma secção cultural da Associação Académica de Coimbra e da Universidade de Coimbra, funcionando desde 1986 como estação emissora e centro de formação de profissionais de rádio.

Na sua génese esteve, na década de 40 do século XX, o Centro Experimental de Rádio. , transmite 24 horas por dias, centrada sobretudo na cidade de Coimbra e na sua Universidade.

“A RUC herdou do passado uma forma muito especial de fazer rádio e é hoje um órgão de comunicação social único pelo seu papel formador e inovador”, refere a direção da estação universitária.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Obituário

O meu amigo Augusto Cid

Alexandre Patrício Gouveia

Sem Augusto Cid Camarate teria, para sempre, sido descrito como mero acidente, e os portugueses teriam vivido com uma mentira relativamente à morte do seu primeiro-ministro e do seu ministro da Defesa

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)