Os adoráveis buggies surgiram como a possibilidade de utilizar antigas mecânicas e plataformas – literalmente, pois estamos a falar exclusivamente da base e suspensões – de velhos (e podres) Carochas, numas carroçaria em fibra, e por isso leves, ideais para circular em destinos ensolarados e com as ondas a rebentar ali ao lado. A VW nunca construiu nenhum, era apenas uma forma de ressuscitar os velhos Carochas, em vez de enterrá-los num sucateiro.

Pois bem, agora que criou uma plataforma para eléctricos, a MEB, muito mais versátil do que qualquer plataforma para veículos a gasolina ou diesel, a marca alemã está decidida a provar que não há impossíveis para os veículos eléctricos a bateria. Pegou na MEB, numa das versões mais curtas entre eixos, e juntou-a a uma carroçaria que parece ter saído das imensas dunas brasileiras, onde os condutores nos perguntam se queremos “surfar” com emoção ou sem emoção, mas numa versão mais futurística.

Decidido a que o I.D. Buggy seja um sucesso, o construtor alemão já encontrou um pequeno fabricante capaz de tratar do assunto de forma competitiva, o que seria difícil nas fábricas do Grupo Volkswagen, cuja capacidade de produzir 2.000 ou 3.000 unidades por dia as tornaria totalmente desajustadas.

8 fotos

Assim, a Volkswagen “casou” com a E.Go, a quem vai não só fornecer a MEB para que conceba os seus modelos de car-sharing e ride-sharing – amortizando o investimento na plataforma –, para depois entregar igualmente a esta startup fundada em 2015 a produção do Buggy.

A E.Go terá as suas ideias sobre o I.D. Buggy, mas a Volkswagen “quer” que ele seja prático, louco e divertido, o que significa potente. Assim, o veículo montará uma bateria com uma capacidade de 62 kWh, que alimentará um motor montado no eixo traseiro (como acontece nas versões base de todos os I.D.) com 204 cv e uma força de 309 Nm, quase o binário de um Golf 2.0 GTI. Este nível de potência, associado ao peso interior, fruto de uma carroçaria leve, pequena e aberta, permite ao I.D. Buggy atingir 160 km/h e passar pelos 100 km/h em apenas 7,2 segundos.

Falta apenas saber o preço, para saber até que ponto o irreverente Buggy pode ser um sucesso. E pode ver aqui o que o espera…