A ação começou em Queensland, na Austrália, quando um homem britânico de 57 anos que estava a ser acusado de posse de droga tentou fugir das autoridades… de mota de água. O destino era a Papua Nova Guiné, mas o suspeito foi apanhado pela polícia após uns impressionantes 150 quilómetros de fuga.

Segundo a ABC News, foram os moradores de Queensland que alertaram as autoridades depois de terem visto o homem a pegar num jet ski e a sair da baía de Punsand, no norte da Austrália. Os locais estavam a trabalhar diretamente com as autoridades para traçar uma rota de fuga do suspeito quando perceberam que este comprou vários litros de combustível e decidiram lançar o alerta. O homem tentou chegar ao destino através do estreito de Torres, uma passagem marítima entre a Austrália e a ilha da Nova Zelândia. Quando estava a uns meros cinco quilómetros do seu destino, as autoridades conseguiram detê-lo.

A história foi bastante noticiada, tendo em conta a raridade do transporte utilizado para a fuga, pois este tipo de veículo não atravessa grandes distâncias devido à pouca capacidade para armazenar combustível.

Um porta-voz da Polícia Federal Australiana referiu que o sucesso da detenção enviou “uma forte mensagem aos possíveis fugitivos” sobre o “alcance inabalável” das autoridades australianas. “Usaremos todos os nossos contactos e relações para vos encontrar e levar-vos a tribunal”, acrescentou.