Os venezuelanos vão receber ajuda humanitária da Cruz Vemelha. O anúncio foi feito esta sexta-feira, pela Federação Internacional da Cruz Vermelha. Segundo a organização, o governo venezuelano deu permissão para avançar com uma campanha de ajuda humanitária no país. O presidente, Nicolás Maduro, reconheceu que o país está a sofrer com a falta de comida e de outros bens básicos. Tal cenário, deve-se à crise económica que o país atravessa.

Com a autorização de Maduro, a Cruz Vermelha adiantou que a distribuição de medicamentos deve começar já na próxima semana. De acordo com o The New York Times, a organização disse também que esta iniciativa não está, de alguma forma, relacionada com nenhum partido político. Acrescentou também que os medicamentos vão ser entregues diretamente aos oito hospitais que a organização possui na Venezuela. Desta forma, a Cruz Vermelha pretende contornar as redes de distribuição do governo.

Nicolás Maduro ordena a criação de “quadrilhas de paz” em todo o país

Será a segunda tentativa de fazer chegar ajuda aos venezuelanos, depois de, em  fevereiro, os camiões de organizações internacionais terem sido travados nas fronteiras por cordões militares, provocando protestos e desacatos.

As imagens do dia em que a ajuda humanitária não conseguiu chegar aos venezuelanos