BPI

Mais de mil clientes bancários reclamam à Deco sobre comissões MBWay

103

A DECO registou, em menos de dois dias, mil reclamações devido ao impacto da cobrança de comissões do BPI para os utilizadores do MBway, que aumentou de 16 cêntimos para 1,20 euros.

"Cabe ao Banco de Portugal limitar os encargos aplicados às transferências feitas através do MBWay, já que é esta instituição que valida os preçários dos bancos", afirma a Deco

LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Mais de mil pessoas juntaram-se à Deco para reclamar o fim da cobrança de comissões pelas transferências do serviço MBWay, que a partir desta quinta-feira aumentaram para 1,20 euros para os clientes do BPI.

“Já temos mais de 1.000 reclamações” de clientes bancários que se sentem lesados com a cobrança de comissões, disse à Lusa fonte da associação de defesa dos consumidores Deco, no dia em que o banco BPI começou a cobrar comissões pelas transferências MBWay.

Há dois dias, em 30 de abril, numa nota à imprensa, a associação anunciou estar a preparar uma reclamação, em nome dos consumidores, para entregar ao Banco de Portugal a exigir uma “limitação dos custos associados a todas as formas de pagamento e transferências” pelos consumidores.

“Cabe ao Banco de Portugal limitar os encargos aplicados às transferências feitas através do MBWay, já que é esta instituição que valida os preçários dos bancos”, afirma a Deco.

A Deco defende que aplicar comissões ao MBWay, que replica a utilização do Multibanco, contraria os seus princípios básicos”, razão pela qual defende que a cobrança de comissões não deve ultrapassar os limites dos custos imputados aos comerciantes para pagamentos com cartões (0,2% para os cartões de débito e 0,3% para cartões de crédito).

Com o objetivo de transmitir ao Banco de Portugal o impacto da cobrança de comissões para os utilizadores, a Deco apelou a reclamações dos consumidores, que em menos de dois dias atingiram as mil.

O BPI foi o primeiro banco a cobrar pelas operações na aplicação MBWay, tendo a partir desta quinta-feira aumentado as comissões de 16 cêntimos para 1,20 euros.

A Deco disponibiliza no seu ‘site’ um formulário de reclamação dos consumidores junto do regulador.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Demografia

Envelhecimento e crescimento económico /premium

Manuel Villaverde Cabral

Nada é mais importante para países como Portugal do que o imparável envelhecimento da população e as suas consequências a todos os níveis da sociedade, da saúde ao potencial de crescimento económico.

Crónica

Amorfo da mãe /premium

José Diogo Quintela

O Governo deve também permitir que, no dia seguinte ao trauma que é abandonar a criança no cárcere escolar, o progenitor vá trabalhar acompanhado pelo seu próprio progenitor. Caso precise de colinho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)