Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os fabricantes de automóveis investem milhões para criarem caixas de comandos manuais. Depois, investem mais uns milhões, em cima dos primeiros, para oferecerem aos seus clientes caixas automáticas, em que não é necessário usar as mãos para desmultiplicar e muito menos para reduzir.

Apesar de todo este investimento, há um condutor que encontrou uma forma de conseguir não usar as mãos e, ainda assim, trocar de mudanças à “vontadinha”. O “artista” vive nas Filipinas e, se é tímido com as mãos, vai longe com os pés, parecendo um verdadeiro Fred Astaire dos automóveis.

Aparentemente, o homem é Giancarlo Dones, apostado em continuar com as mãos 100% dedicadas ao volante, enquanto passa de primeira para 2ª e desta para 3ª e por aí em diante. Não se sabe se Dones se dedica a este jogo de pés para ficar bem na fotografia, ou apenas para ganhar uns segundos entre um semáforo e outro, nas Filipinas.

Em vez de caixas automáticas, de 10 velocidades ou de dupla embraiagem, este homem consegue sozinho resolver este problema de automatismo sem grandes investimentos – mesmo nenhum – e sem incrementar os consumos ou a emissões, problemas que muitas vezes atacam as caixas automáticas. Veja aqui como tudo funciona… com os pés.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR