A partir de hoje, a Citroën desafia os seus fãs e clientes a ajudá-la a encontrar “o bebé”. Ou seja, não é uma criança qualquer: além de nascer a 4 de junho de 2019, ou nos próximos dias, o bebé tem de chamar-se André e ter nacionalidade francesa, italiana ou inglesa.

Lançada em três países (França, Itália e Grã-Bretanha), a operação #BornAndré pretende homenagear o fundador da marca gaulesa, André Citroën. Mas quem recebe a prenda é o miúdo ou a miúda, pelo que não tem de chamar-se André à letra. Também pode ser uma Andrée se nasceu em França, Andrea em representação de Itália, ou Andrew e derivados na Grã-Bretanha…

Mas será assim tão difícil achar um André? Parece que sim. Com base em dados da Politologue, referentes a 2017, a Citroën adianta que em França nasceram nesse ano 747.779 bebés, mas só 104 foram registados com o nome que a marca quer premiar. Para três países, há três carros, sendo que cada um tem direito a um C3 Origins, a edição de coleccionador lançada para o centenário. E se acabarem por aparecer muitos candidatos que cumprem os requisitos, o vencedor vai ser escolhido por sorteio.

As participações podem ser feitas por registo nas contas Instagram e Facebook da Citroën, submetendo a candidatura ou ajudando na busca.